Pharrell Williams Brasil

Tag - Snoop Dogg

#TBT O Dia que Ol’ Dirty Bastard Entrou no Estúdio com Pharrell

odb-MTV-Pharrell-williams

Em 2003, Shaheem Reid da MTV acompanhou a jornada de ODB aka Dirt Mcgirt após sua saída da prisão. Durante a sua recém liberdade, o rapper gravou com o The Neptunes, para o álbum Clones, em uma passagem rápida no estúdio em que Pharrell Williams e Chad Hugo estavam. Segundo o falecido rapper, ele estava ‘nervoso’ e pronto para voltar como Mike Tyson. Foi o que ele provou naquela noite. Leia a seguir o trecho da reportagem que fala do encontro do rapper com os produtores:

No estúdio Right Track, Dirty estava fazendo jus às suas palavras, com o apoio e conselho do produtor Pharrell Williams. ODB foi fazer rap em uma faixa para o próximo álbum do The Neptunes “Clones”, e Pharrell queria que o homem selvagem do Wu-Tang levasse tumulto para a música.

“Apenas fale merda”, disse um animado Pharrell a ODB, que estava na cabine de voz. Dirty já tinha gravado seus versos em apenas algumas tomadas e Williams precisava de alguns improvisos. “Este é o seu mundo. Você acabou de voltar e você está pronto para dominar o mundo”, diz Pharrell para inspirar o rapper.

“Guess who’s home, guess who’s home guess who hooommme!/ Guess who’s home, guess who’s home guess who’s hooommme!” Dirt cantaria logo após para ser a intro da música.

“Yeah muthafucker, you know what time it is”, Dirty grita no microfone, sua voz fica em cima do que ele gravou cantando. “Ol’ Dirty Bastard. Dirt McGirt. Killing everything that moves. Neptunes … This shit don’t stop. This sh– keep going, nigga!”

“Estou chateado”, disse Pharrell para ODB e para as pessoas que estavam no estúdio, incluindo a equipe de gravação que estava preparando um documentário sobre o rapper para a VH1. “Negrada está ficando maluca. Estou tão puto por não ter assinado esse cara para minha gravadora. Essa música é doentia! Não é doentia? Ele é tão foda!”

Não era “doentia” apenas pela maneira como Dirt cavalgou nos basslines pesados de Pharrell com sua loucura cheia de soul, ou as linhas de McGirts tipo, “Todo mundo quer o garoto morto como Pat Garrett”, que faz referência a personagens do filme “Young Guns”, era pela rapidez com que a música estava sendo preparada. Menos de uma hora depois que Pharrell e Chad Hugo entraram no Right Track para jogar a batida, Ol Dirty já tinha escolhido letras de seu livro de rimas, estabeleceu três versos e gravou o refrão e ad libs com Pharrell.

Foi uma coisa boa a música ter fluído tão livremente, porque literalmente não tinham nem um minuto a perder. Às 23h19, o empresário de Dirty alertou a todos que, a faixa terminada ou não, seu cliente tinha que vazar em “um minuto”. Veja, ODB tem um toque de recolher determinado pelo tribunal à meia-noite. Então, em 23h22, o rapper já tinha terminado seu trabalho e estava apertando as mãos de Pharrell e a caminho da porta.

Às 23h30, Pharrell começou a adicionar sua própria voz na canção: “Pop shit, niggas what’s uuuup? Pop shit, niggas what’s uuuup?” E à meia-noite, o produtor foi se gabando pelo trabalho bem feito e ansioso para ir até o Baseline Studios para reproduzir a faixa para o seu bom amigo Shawn, ou como nós o conhecemos, Jay- Z.

“Eu estava no Brasil [fazendo uma sessão de fotos] com a The Source, e a Roc-A-Fella ligou e disse que eles assinaram com o ODB”, Pharrell, que produziu canções para o álbum de estúdio de Dirty, “Nigga Please”, disse antes de sair para ver Jay. “Fiquei magoado porque eu queria Dirt. Temos uma química incrível. A música é mais importante quando se trata do que fazemos. Vamos coloca-lo no Clones com essa música que fizemos hoje a noite. Ele é incrível. Ele entrou e espancou a música em menos de uma hora. Eu estou tão agradecido por estar na presença de pessoas assim. Foi incrível, ele é insanamente gênio. Você pode não entender o que ele está dizendo, as vezes, mas talvez você só precise retardar a fita”.

“Neptunes Present… Clones” chega às lojas este verão [de 2003]. Pharrell disse que, além dos singles que já estamos ouvindo no rádio, como o dueto com Jay-Z, “Frontin'”, e a do Clipse “Hot Damn”, ele planeja fazer single o dueto entre Nas e Kelis, “Popular Thug”, assim como a recém-concluída com ODB. Busta Rhymes, Spymob, Super Cat e Snoop Dogg também aparecerão no LP.

Fonte: MTV

#TBT Mariah Carey – “Say Something” (Feat. Snoop Dogg & Pharrell)

TBT-Mariah-Carey-Say-Something-10-Anos-2005-Pharrell-Williams

Há 10 anos atrás Mariah Carey lançou um dos seus mais aclamados álbuns: “Emacipation of Mimi”. O The Neptunes produziram as músicas “To The Floor” com participação do rapper Nelly, e “Say Something” com Snoop Dogg, que virou single com vídeo (abaixo) lançado em 2006.

O clipe foi foi dirigido por Paul Hunter e gravado em Paris. Além dos arredores da cidade francesa ser cenário pro vídeo, a loja da Louis Vuitton também abriu as portas para que Carey e Williams gravassem seus “flertes” para ilustrar a canção. Dá uma olhada no Making Of:

Making Of Parte 2

“Say Something” era pra ter sido o primeiro single, mas Mariah começou a gravar músicas com o produtor Jermaine Dupri e decidiu usa-las antes de ir com a produzida por Pharrell e Chad.

Não lembro exatamente onde li, tentei achar no google mas não tive sucesso. Mas lembro do Snoop, ou Nelly, ou alguém que estava no estúdio dizendo que o clima no estúdio quando as músicas foram criadas ser ‘mágico’. Que todos estavam perplexos com os sons e vocais da Mariah.

Snoop comentou em uma entrevista sobre como foi participar da música:
“Estávamos trabalhando no mesmo estúdio. Eu tava em um na frente e ela em outro atrás. Pharrell que fez acontecer. Ele disse ‘Vem aqui e faça algo no microfone agora mesmo’. Foi tranquilo outro artista masculino me dar direções sobre meu rap. Nelly também estava lá. E também me ajudou em qual direção tomar no meu verso. Apesar da fama dela de ser difícil de agradar, Mariah ficou bem feliz com o resultado.”

Snoop-Dogg-Mariah-Carey-Chad-Hugo-Neptunes-Estudio-Say-Something-Pharrell-Williams

A música foi gravada primeiramente pela cantora Vanessa Marquez, que era uma das artistas da antiga gravadora do The Neptunes, Star Trak Music Records. Ela comentou sobre isso em uma entrevista de 2014.

YouKnowIGotSoul: Você mencionou que fez diversos vocais para diferentes músicas produzidas pelo The Neptunes. Você conseguiu fazer fãs só com isso?
Vanessa Marquez: Oh definitivamente. Eu cresci ouvindo Usher, Nelly, e Omarion. Na realidade, eu que gravei primeiro a música “Say Something” da Mariah Carey. Pharrell a tocou para mim, eu aprendi o refrão e nós gravamos. De cara, ele não me contou, mas depois ele disse tipo ‘Sabe de uma coisa? Provavelmente eu darei essa música pra outra pessoa’. E eu perguntei ‘por que, eu gostei muito dela’. então ele me falou que eu ia ver para quem, porque ela estaria lá em poucas horas. E então, Mariah chegou lá e eu disse “Você pode dar qualuqer música que eu fiz pra ela!”.

Fonte: MTV & YouKnowIGotSoul

[Vídeo] Snoop Dogg – “California Roll” com Stevie Wonder e Pharrell

stevie-snoop-dogg-pharrell-williams-california-roll-video

O novo vídeo de Snoop Dogg parece que foi dirigido por George Lucas. O cinematografico “California Roll” é todo futuristico e te leva em uma tour de Cairo a Hollywood, com participações de Pharrell, Stevie Wonder e da atriz Nia Long.
Confira o vídeo e veja o robô Canubis 420, a versão R2-D2 de Snoop:

“A vibe de ser um ‘video evento’ aconteceu porque se trata de grandes três superstars”, disse o diretor do clipe Warren Fu. “Tipo o que Michael Jackson fazia quando ele ia lançar um vídeo. Meu conceito inicial era um toque de Star Wars. Foi ideia do Pharrell fazer uma Los Angeles Egíptica e futuristica, e a ideia do Snoop de dar uma volta dos anos 40 até o futuro.”