Pharrell Williams Brasil

Leandro Matos – “My Brother P” (Música Inspirada no Trabalho de Pharrell Williams)

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Filament.io Made with Flare More Info'> 0 Flares ×

Lenadro-Matos-My-Brother-P-Cover-Art-Pharrell-Williams

É com enorme prazer que faço essa postagem contando a história por trás de um dos sons mais incríveis que escutei esse ano.
Leandro Matos é cantor, compositor e produtor musical, 30 anos, paulistano, e um grande fã da música de Pharrell Williams. O conheci via redes sociais, e tive o prazer de descobrir esse grande talento pessoalmente, alguns dias antes do Lollapalooza Brasil 2015. Simpático e de uma simplicidade ímpar, Leandro queria que eu tentasse entregar para Pharrell o manuscrito da música “My Brother P”, que ele compôs inspirado na música do P.

Entre conversas, Matos me contou uma história que, por menos provável que ele tenha realmente conversado com Williams, não deixa de ser bonita de escutar, se inspirar, e de acreditar que a internet e a música pode providenciar inspiração com poder de mudar sua vida.

“Entre 2009 e 2010, eu despretensiosamente procurei um modo de acompanhar mais de perto a vida e a obra de Pharrell Williams. Busquei vídeos, blogs, notícias e redes sociais que envolvessem o nome do produtor. Entre um aglomerado de buscas no Google encontrei uma conta do Facebook com um suposto perfil pessoal do Pharrell. Adicionei para acompanhar, pois lá havia muitos textos, fotos, e links sobre The Neptunes, Star Trak, BBC, etc.

Mandei uma mensagem particular mencionando meu apreço pelo seu trabalho e o quanto ele me inspirava. Agradeci de antemão pela a atenção e pela inspiração que ele exercia em minha vida e na minha música. Pois bem, passado um determinado tempo recebi uma mensagem desse perfil agradecendo pelo carinho com uma frase do tipo ‘HAHA!!! MUITO OBRIGADO, FICO MUITO FELIZ POR ISSO’. Resolvi enviar mais uma mensagem, desta vez o parabenizando pelas músicas “OUR FATHER” e “REALLY LIKE YOU”, e perguntei quais músicos gravaram na faixa “R.L.Y”. Então, o perfil respondeu prontamente que a música tinha duas versões e que em uma delas ele havia gravado bateria, Piano, Guitarra e percussão. Explicou com detalhes qual instrumento gravou primeiro e quais tipos de percussão ele usou. Fiquei extasiado e impressionado, e continuei a falar com ele. Falei que era músico e talz, cheguei até a mandar algumas coisas pra ele ouvir. Recebi respostas entusiasmadas e diversos elogios. Ele também dava conselhos sobre música, negócios e sobre a vida. Outra vez, perguntei quais artistas o influenciaram, ele respondeu: “A Tribe Called Quest”, que pra mim não foi surpresa alguma. O suposto Pharrell também mencionou um artista que eu não conhecia Don Blackman, e que fiquei apaixonado pela sua música “Holding You, Loving You”. Muito Foda!

Certa vez ele escreveu uma mensagem com algo mais ou menos assim: ‘PARABÉNS, VOCÊ TEM GRANDE POTENCIAL E SENSIBILIDADE’, e eu respondi: ‘OBRIGADO… EU AINDA VOU TOCAR COM VOCÊ!’. Ele retrucou “HAHA, ESTOU TE ESPERANDO!” Nessa época ele havia acabado de lançar um projeto filantrópico com o ex-presidente Clinton, com o intuito de descobrir jovens talentos ao redor do mundo. Cheguei a me inscrever, mas não consegui recursos.

O tempo passou e logo o perfil foi deletado. Em seguida, no dia 1 de dezembro de 2011, foi lançada a página oficial com a frase ‘PHARRELL PHONES HOME!’ Daí pra frente não tive mais contato.

Não sei ao certo se era realmente o Pharrell Williams. Dúvido que fosse, mas um pouco de mim quer acreditar muito que era. haha!!! De qualquer maneira sou muito grato, pelo incentivo, conselhos, pela conversa, e pela inspiração. Fez-me querer ser outra pessoa, a pensar completamente diferente, e está em minhas memórias, orações e sonhos.

No dia 25 de março de 2015 as 9h da manhã se iniciava o trajeto de uma longa caminhada e a concretização de uma obra repleta de esperança, sonho e utopia, desejo e atitude, uma canção munida de brio. Eu, um jovem aspirante à música transpirava notas musicais, melodias e harmonias que o vento soprou por longas e duras estações até chegar aos meus ouvidos me dando um tapa no córtex frontal, mexendo com cada estrutura do meu corpo, com cada nervo, com cada sentimento. Posso dizer que esse sopro de inspiração passou a ser meu ar, minha voz, meu Beat cardíaco, minha transpiração, meu combustível. Há um certo enlevo entre a música do Pharrell Williams e eu, que naturalmente mudou a minha vida!”
– Leandro Matos.

Ouçam aí o resultado dessa história: “My Brother P”

Imagens do Making Of

Leandro-Matos-My-Brother-P-Making-Of-Pharrell-Williams-1

Leandro-Matos-My-Brother-P-Making-Of-Pharrell-Williams-2

Leandro-Matos-My-Brother-P-Making-Of-Pharrell-Williams-3

Leandro-Matos-My-Brother-P-Making-Of-Pharrell-Williams-4

Leandro-Matos-My-Brother-P-Making-Of-Pharrell-Williams-5

Leandro-Matos-My-Brother-P-Making-Of-Pharrell-Williams-6

Leandro-Matos-My-Brother-P-Making-Of-Pharrell-Williams-7

Leandro-Matos-My-Brother-P-Making-Of-Pharrell-Williams-8

Leandro-Matos-My-Brother-P-Making-Of-Pharrell-Williams-9

Leandro-Matos-My-Brother-P-Making-Of-Pharrell-Williams-10

Sobre o autor Veja todos os posts

rafael

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado